Malvasia

De origem mediterrânea, a Malvasia é, na realidade, uma família de uvas, todas muito aromáticas. E, provavelmente, uma das mais antigas.
 
Ambos são vinhos fortificados de origem portuguesa. Simplificando, os dois caracterizam-se pela riqueza em álcool e pelo teor em açúcar. São o resultado de uma fermentação alcoólica parcial, interrompida pela adição de aguardente vínica de alta qualidade. Mas e o que os diferencia?
 
Os vinhos Tokaji (pronuncia-se "tocai"), da Hungria, são famosos pelo sabor e pela longevidade, sendo considerados entre os melhores vinhos do mundo! Se você ainda não os conhece, chegou a hora! Uma das preferências das cortes reais europeias nos séculos 18 e 19, foi batizado por Luís XIV como “o rei dos vinhos, o vinho dos reis”.
 

Sangiovese

Essa uva é a essência de alguns dos maiores ícones da Itália, no mundo dos vinhos. E ocupa 10% dos vinhedos daquele país. Bons motivos para conhecê-la melhor...
 
Inocentes ou não, eis algumas mentirinhas relacionadas ao vinho:
 
O clima tem influência direta nas escolhas que fazemos em uma refeição. Então é claro que o clima acaba impactando, também, nas escolhas que fazemos entre os diferentes tipos de vinho.
 
Os lindos e misteriosos filetes que escorrem pela taça de vinho são chamados de lágrimas do vinho, ou, também, de pernas, arcos, abóbadas, arcadas... Mas por que será que eles surgem?
 

Grenache

Grenache é uma das uvas mais plantadas no mundo, alguns dizem ser a primeira de todas! Encontrada em famosos vinhos tintos, a Grenache também produz excelentes rosés, e até vinhos de sobremesa e fortificados. É muito trabalho para uma única uva!
 

Porpetinhas

Muito, muito fáceis de fazer. Boas para o almoço em família, no final de semana, ou para um lanche rápido, agora mesmo... Mais gostosas, ainda, com um bom vinho!
 
Todos sabemos da delícia de desfrutar refrescantes vinhos brancos e rosés durante o verão. Mas nem por isso precisamos abrir mão do prazer do vinho tinto, durante essa estação.
 
A combinação entre o que se vai comer e o que se vai beber é muitas vezes motivo de tensão e discussão. Bobagem.
 
Tem gente que melhora com o tempo. Tem vinho que também é assim...
 
Um metal leve, maleável e resistente. Amplamente utilizado na indústria aeroespacial. O que ele tem a ver com o vinho? Tudo.
 
O consumo regular e moderado de vinho é, sim, benéfico à saúde. Mas um estudo científico canadense, sobre o assunto, foi bem mal interpretado, segundo o próprio pesquisador. Entenda mais sobre o assunto.
 

Alentejo

Esse é um dos nomes mais emblemáticos dos vinhos portugueses, e um dos mais importantes no cenário da produção mundial de vinho, sabia?